Contemplar a beleza da natureza, ou de um jardim japonês como esse que fotografei em San Francisco, é um ótimo recurso para descarregar tensões.

Contemplar a beleza da natureza, ou de um jardim japonês como esse que fotografei em San Francisco, é um ótimo recurso para descarregar tensões.

“Meu filho de nove anos chega da escola implicando com todo mundo.E aí é uma brigalhada infernal entre os irmãos, e a gente acaba interferindo. Ele diz que faz isso porque precisa “gastar energia”!

Todos nós precisamos descarregar tensões, especialmente depois de um dia cansativo na escola, no trabalho ou nas horas passadas no trânsito engarrafado de grande parte das cidades. É comum que esse acúmulo de tensão aumente a irritabilidade, que se expressa por brigas e provocações. Mas é importante pensar: De que outras formas podemos “gastar energia” e descarregar tensões?

Quando conseguimos criar canais de descarga de tensão que nos alegram e não agridem os outros, vivemos melhor conosco mesmos e com as pessoas com as quais nos relacionamos. Essa é uma busca pessoal, uma vez que atividades que descontraem uns irritam ou entediam outros como, por exemplo, cozinhar, lavar a louça, fazer caminhadas, corrida ou ginástica, dançar, ler, ver televisão, jogar videogames, desenhar, fazer tricô ou, simplesmente, se deitar e ficar olhando para o teto.

Meditar é um excelente recurso antiestresse, que também é útil para “recarregar as baterias” e melhorar a concentração, para quem tem paciência e persistência de praticar diariamente. Tempo para contemplar a beleza da natureza pode trazer grandes benefícios para quem consegue se sentir integrado com o mar, as matas, as cachoeiras, embora haja aqueles que se chateiam profundamente porque, nesses lugares, “não há nada para fazer”.

Outra pergunta importante: Quais as fontes de tensão que podem ser eliminadas? O que pode deixar de ser feito? Pais que trabalham fora em horário integral tendem a colocar as crianças em tantas atividades extra-escolares que não sobra tempo livre para brincar, correr, pular e fazer a bagunça própria da idade. Com isso, ficam agitadas e irritadiças.

Muitos adultos se impõem um acúmulo de tarefas e obrigações, a ponto de não terem tempo livre para relaxar. Ficam ansiosos e impacientes. Por isso, é importante fazer revisões periódicas sobre como estamos vivendo no nosso dia a dia e criar coragem para fazer as mudanças necessárias para melhorar a qualidade de vida. Para alguns, essa revisão incluiu a decisão de pedir demissão de um emprego bem remunerado porém estressante demais e transformar um “hobby” prazeroso em fonte de renda; outros decidem mudar de uma cidade grande para um lugar mais tranquilo e com menor custo de vida, que possibilite um bom equilíbrio entre o trabalho e a vida em família.